Quatro mortos no final de semana em Sinop devido a acidentes; diaristas serão sepultadas nesta 2ª

O final de semana foi um dos mais violentos do ano no trânsito sinopense. Houve mais de 5 acidentes entre a sexta-feira e sábado. Quatro pessoas morreram. As diaristas Maria Domingas Azevedo Morais, 40 anos e Lucilei Maria Rocha, 46 anos, estavam em uma Honda Biz vermelha, e se envolveram na colisão com um ônibus que transporta passageiros no município, sábado, por volta das 13hs, na rua João Pedro Carvalho, próximo ao parque de exposições. Um familiar informou que elas estavam indo trabalhar quando houve o acidente. Maria morreu na hora. Lucilei foi levada em estado gravíssimo ao hospital e faleceu no final da tarde. Elas são veladas no Memorial Luz e Vida e os sepultamentos serão nesta segunda-feira.
Na sexta, no final da manhã também morreu o agrônomo e pesquisador da Embrapa Armindo Neivo Kichel, 63 anos, em acidente, na rodovia dos Pioneiros, a cerca de 4 km do aeroporto. Ele morava em Campo Grande (MS), chegou no aeroporto João Figueiredo no final da manhã e dirigia um VW Voyage (locado) sentido ao centro de Sinop quando se envolveu na colisão frontal com uma caminhonete Silverado. A Embrapa informou que ele teve infarto enquanto dirigia e houve em seguida a colisão com a caminhonete. Ele foi sepultado sábado à tarde na capital de Mato Grosso do Sul.
Francisco José de França, de 27 anos, morreu na sexta-feira, em Sinop. O acidente que resultou em sua morte aconteceu na semana passada. Ele estava internado no hospital regional, desde o último dia 7, com Traumatismo Crânio Encefálico (TCE) grave, com fratura em face.
Houve outros acidentes graves, sem vítimas. Neste domingo de madrugada, na avenida das Acácias, no centro, um Fiat Uno bateu em uma moto e por pouco não tombou.  Na rotatória em frente ao cemitério, neste domingo à noite, um entregador de comida, de moto, se envolveu em acidente com carro, ficou ferido e foi levado ao hospital pelos bombeiros. No sábado de manhã, na avenida Bruno Martini, a condutora de um Jeep Compass branco bateu e derrubou um poste da rede elétrica, no canteiro ao lado da pista de caminhada.
No sábado foi sepultado em Sinop o servidor público municipal Paulo Sérgio Oliveira Silva, o “Soró”, que morreu na quinta-feira no final da manhã ao bater o caminhão carregado de cascalho, que dirigia, na traseira de uma carreta que estava parada na BR-163, nas proximidades do Alto da Glória.

Só Notícias/David Murba/Cleber Romero (fotos: Só Notícias e reprodução)

 

Você pode gostar também