Close

Postos de combustíveis são alvos da operação nacional contra preço e práticas ilegais

Ministério da Justiça Segurança Pública deflagrou na manhã desta quinta-feira (8) a Operação Petróleo Real, com objetivo de fiscalizar postos de combustíveis após uma série de reajustes nos valores dos produtos. A operação foi desencadeada em todo território nacional. Em Mato Grosso, é coordenada pela Secretaria de Estado de Segurança (Sesp).

Em release encaminhado à imprensa, a pasta não informou quantos postos serão alvos da operação, lançada nesta manhã na Delegacia do Consumidor. O objetivo é reprimir e prevenir crimes abusivos e ilegais que afetam o setor, bem como fiscalizar a transparência dos preços.

“Na ação, serão fiscalizadas as bombas de abastecimento de combustíveis e analisada a transparência da composição dos preços. Além disso, os agentes devem investigar e reprimir a formação de cartéis, assim como outras infrações administrativas e criminais detectadas durante a operação. Além de verificar a qualidade e o fornecimento, protegendo o direito dos consumidores”, explicou a Sesp.

A pasta não informou quantos postos serão alvos da operação, nem mesmo o número de cidades em Mato Grosso. Mais informações serão repassadas ao longo do dia.

Corpo de apoio

Participam da operação a Polícia Militar (PM-MT), Polícia Judiciária Civil (PJC-MT), Corpo de Bombeiros Militares (CBM-MT), Procon, Secretaria de Fazenda (Sefaz) e o Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), Agência Nacional do Petróleo (ANP).

A operação também conta com o reforço de integrantes da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Polícia Federal (PF), e das prefeituras municipais, como: fiscais de meio ambiente, vigilância sanitária, serviços urbanos e outros.

 

 

Yuri Ramires/Gazeta Digital 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leave a comment
Whatsapp
Home
Fofocas
Notícias
Ao vivo
scroll to top