Policiais de Mato Grosso reforçam operação que interceptou avião em São Paulo com 450 kg de cocaína

A suspeita é de que o avião teria saído do Pará, pousado para carregar o entorpecente em Mato Grosso e decolado em seguida.

Os policiais militares do Grupo Especial de Fronteira (Gefron) e do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) de Mato Grosso participaram, ontem à tarde, de uma operação integrada com a Polícia Federal, Grupo de Radiopatrulha Aérea de Goiás (Graer), Polícia Militar de São Paulo e Força Aérea Brasileira (FAB), que apreendeu um avião modelo Piper Navajo carregando cerca de 450 quilos de pasta base de cocaína, no aeroporto de Fernandópolis (SP). Dois homens que estavam na aeronave foram presos.
Durante fiscalização de rotina, após interceptar aeronave sem plano de voo sobrevoando o espaço aéreo em Mato Grosso, caças tucano da FAB determinaram seu pouso. A ação envolveu duas aeronaves A-29 Super Tucano, além de todo o Sistema de Defesa Aeroespacial Brasileiro (Sisdabra).
Ainda de acordo com a assessoria da FAB, a aeronave suspeita foi classificada como tráfego aéreo desconhecido e passou pelos procedimentos de interrogação e acompanhamento até o pouso, tudo sob a coordenação do Comando de Operações Aeroespaciais (COMAE).  Após o pouso, a Polícia Federal e a Polícia Militar local assumiram as ações.
A suspeita é de que o avião teria saído do Pará, pousado para carregar o entorpecente em Mato Grosso e decolado em seguida.

Redação Só Notícias (fotos: assessoria)
Você pode gostar também