Mulher é presa no Fórum por tentar bater em advogada e xingar PMs

Uma mulher foi presa por desacato no Fórum de Cuiabá, nesta quinta-feira (16). Ela tentou bater em uma advogada e xingou policiais que impediram a agressão.
Conforme o boletim de ocorrência, os policiais que trabalham no Fórum foram chamados para conter Camila Carvalho Leite, que tentava agredir a jurista.
Quando os policiais chegaram ao local, a vítima estava dentro do carro e a mulher insistia em tentar agredir a advogada. Os policiais mandaram a mulher se afastar, mas ela continuou nas investidas. A todo momento ela xingava os militares: “vocês policias vão para a pqp…com a advogada”, conta no boletim.
Consta no boletim que policia usou a força para conter a mulher, a fim de que a vítima pudesse ir embora. Camila se desvencilhou do policial e tentou agredir, novamente a jurista, e foi contida por um dos militares. Na ação, a mulher caiu no chão e machucou a boca.
A agressora foi levada para a Policlinica do Verdão para atendimento médico e depois para a Central de Flagrantes para que fossem tomadas as medidas cabíveis.
A assessoria do Tribunal de Justiça (TJMT) foi procurada, mas não se manifestou sobre o fato, pois alegaram que o fato ocorreu na área externa.
A Ordem dos Advogados (OAB) foi procurada e informou repudia toda violência e irá acompanhar as investigações da agressão.
Informações extraoficiais dão conta de que a advogada defendia o ex-marido da suspeita e que a agressão teria ocorrido porque a mulher não concordou com o valor de pensão arbitrado para os dois filhos do casal.
Confira nota da OAB:
A Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Mato Grosso (OAB-MT) lamenta e repudia qualquer tipo de agressão ou tentativa de agressão e não admite violência física ou verbal contra o exercício profissional.
A OAB-MT se coloca à disposição da advogada, bem como da sociedade civil e, no caso, da cidadã que também teria sido vítima de violência, e acompanhará e aguardará a devida apuração do caso, tanto no que se refere à suposta tentativa de agressão praticada contra a profissional da advocacia, quanto à conduta atribuída aos policiais militares.

 

 

Gazeta Digital 
Você pode gostar também