Mulher e amante são presos por morte de líder de assentamento

Polícia prende acusados da morte do líder de assentamento na zona rural do município de União do Sul (719 km ao Norte). Dayane da Costa Lima, 29, que era companheira da vítima, planejou e executou o crime com o amante, João Pedro de Sousa Silva, 20.
O corpo de Cleirto Alves Braga, 49, foi encontrado, na sexta-feira (12), às margens da rodovia estadual MT-423, enrolado em um lençol. No mesmo dia a Polícia Civil chegou até os acusados.
Durante investigações surgiram suspeitas sobre a participação de Dayane. Durante depoimento, ela apresentou diversas contradições. Primeiro alegou que a motivação do assassinato seria questões de conflitos agrários.
Porém, as investigações apontaram que Dayane mantinha  relacionamento extraconjugal com João Pedro, e, de forma de se livrar de Cleirto, resolveram matá-lo. A Polícia afirma que o casal premeditou o crime, pediu uma faca emprestada ao vizinho e depois foi até o sítio de Cleirto, que foi golpeado até sua morte.
A suspeita acabou confessando o crime.
Tráfico 
Policiais civis e militares foram até a casa do vizinho, identificado por João Paulo Martins de Souza, 18, que era investigado por participação com o comércio de drogas na região.  Na casa dele foram apreendidas três sacolas com maconha (quantidade não pesada), além 58 trouxinhas da mesma substância, 10 porções de pasta-base de cocaína, todas embaladas e prontas para venda e uma balança de precisão.  Ele foi preso em flagrante por tráfico de drogas.

 

Andréia Fontes/Gazeta Digital
Você pode gostar também