Mortalidade em crianças internadas com covid chega a 9,5%

A taxa de mortalidade de crianças internadas se mostrou maior do que pessoas jovens, em Cuiabá. Do total de menores de 0 a 19 anos internados com covid-19, 9,5 faleceram. O maior número de óbitos ainda é de pessoas idosas, com mais de 80 anos, e chega a 49,3%.

As informações constam no boletim epidemiológico 08 de 2021, divulgado no dia 2 de março. Os dados recolhidos compreendem até o dia 27 de fevereiro.

O quadro destaca a mortalidade de crianças, que se mostrou maior do que em pacientes da faixa etária de 20 a 29 e 30 a 39 anos.

De acordo com o documento, 9,5% dos menores morreram após internação por covid-19, na Capital. Entre os pacientes de 20 a 29 anos a taxa de óbito foi de 5,6%. Já entre o grupo de 30 a 39 anos houve 7,6% de mortes.

Os dados mostram também que a taxa de infecção entre os pequenos subiu quase 1000%. “Desde 18 de julho (Informe Epidemiológico 16), por exemplo, a taxa de idosos aumentou cerca de 413%, enquanto a de crianças aumentou aproximadamente 909%, de adolescentes 1.433% e de jovens (20 a 29 anos) 996%, evidenciando o aumento superior do risco de infecção nesses grupos. Destaca-se ainda que o crescimento da taxa de incidência em idosos é o menor entre todos os demais grupos etários”, diz trecho do documento.

Seguindo o aumento da idade, sobe também a taxa de mortalidade entre os internados.

“A taxa de internação (100.000 habitantes) por sexo e faixa etária revela o crescimento com o aumento da idade e que para os grupos 20 a 29 anos o risco é maior para o sexo feminino quando comparado com o sexo masculino”, ainda consta no relatório.

Conforme o documento, o período de internados e falecimento dos pacientes foi em média de 11 dias.

 

Jessica Bachega/Gazeta Digital 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leave a comment
Whatsapp
Home
Fofocas
Ao vivo
scroll to top