Mato Grosso ainda tem 23 vagas no programa Mais Médicos

Depois da saída dos cubanos, Mato Grosso ainda tem 23 vagas no programa Mais Médicos que não foram preenchidas. Na quarta-feira (10) terminou um novo processo de contratação, voltado para médicos brasileiros formados no exterior, porém, o Ministério da Saúde ainda não divulgou os municípios que tiveram candidaturas.
No estado, as 23 vagas estão distribuídas em 19 municípios com altos índices de vulnerabilidade. Ao todo, foram ofertadas 600 vagas no país, que sobraram ou tiveram desistência no primeiro edital do Mais Médicos em 2019, que foi voltado para médicos brasileiros com registro nos Conselhos Regionais de Medicina.
As 23 vagas em Mato Grosso estão distribuídas nos municípios de Água Boa, Aripuanã, Bom Jesus do Araguaia, Campo Novo do Parecis, Carlinda, Claudia, Cocalinho, Gaúcha do Norte, General Carneiro, Pedra Petra, Peixoto de Azevedo, Poconé, Querência, Ribeirão Cascalheira, Rondolândia, Santa Terezinha, Sapezal, Tabaporã e Vera.
Segundo o Ministério da Saúde, a previsão é que os aprovados no edital comecem a trabalhar nos locais escolhidos entre 16 de agosto e 25 de setembro. A maior dificuldade no preenchimento de vagas é em locais com maiores dificuldades de acesso, como comunidades ribeirinhas, quilombolas e indígenas.

 

 

Thalyta Amaral/Gazeta Digital 
Você pode gostar também