Maestrina do Theatro Municipal de SP morre

Morreu na tarde desta quinta-feira (26), aos 64 anos, a maestrina Naomi Munakata, diagnosticada com o novo coronavírus. A informação foi confirmada pelo Theatro Municipal de São Paulo, onde ela era titular do Coral Paulistano.
“A direção do Theatro Municipal de São Paulo, o Instituto Odeon, bem como as equipes do Coral Paulistano, da Orquestra Sinfônica Municipal, do Balé da Cidade, da Orquestra Experimental de Repertório e demais funcionários, se solidarizam com a dor da família. A música perde um talento extraordinário e nós perdemos uma grande amiga”, escreveu a equipe do teatro em uma rede social.
Naomi estava internada há uma semana no Hospital Oswald Cruz. Ela presentava complicações pulmonares e precisou ser entubada. A maestrina também desenvolveu insuficiência renal e por isso estava em hemodiálise contínua.
Trajetória
Naomi Munakata iniciou os estudos musicais ao piano com apenas quatro anos de idade e começou a cantar aos sete, no coral regido por seu pai – Motoi Munakata. Estudou violino, harpa e formou-se em Composição e Regência em 1978 pela Faculdade de Música do Instituto Musical de São Paulo, na classe de Roberto Schnorrenberg.
Por duas décadas foi regente do Coro da Osesp e foi diretora e professora da Escola Municipal de Música de São Paulo, diretora artística e regente do Coral Jovem do Estado, regente-assistente do Coral Paulistano e professora na Faculdade Santa Marcelina e na FAAM. Era regente titular do Coral Paulistano desde julho de 2016.
Você pode gostar também