Juiz mantém preso motorista envolvido em colisão que matou mecânico no Nortão

O juiz da Comarca de Guarantã do Norte (233 quilômetros de Sinop), Diego Hartmann converteu, esta tarde, durante audiência de custódia a prisão do motorista, de 39 anos, da Dodge Ram 2500 Laramie vermelha de flagrante para preventiva (sem prazo definido). Ele ainda está delegacia de Polícia Civil aguardando vaga em uma unidade prisional.
O motorista está preso desde o dia 9 quando se envolveu na  violenta colisão frontal com uma Yamaha Lander, na MT-419, na região do bairro Cotrel, no município. O condutor da motocicleta, Anselmo Pedroso dos Santos, 42 anos, morreu no local e teve parte do corpo dilacerada.
Ele foi indiciado pelo delegado da Polícia Civil Waner dos Santos Neves por homicídio doloso – quando há intenção de matar – de Anselmo Pedroso.“Lavramos a prisão em flagrante por homicídio doloso, já que assumiu o risco de matar. Estava embriagado, em alta velocidade e na contramão. Ele se negou fazer o (teste do) bafômetro. Agora, é a perícia que vai constatar a velocidade que ele estava”, disse, anteriormente, ao Só Notícias.
De acordo com o perito criminal Rodrigo Bertotti Cazonato, possivelmente ocorreu uma invasão de pista da caminhonete. “Inicialmente teve uma invasão de faixa ocasionando a colisão frontal pela esquerda. O senhor da moto acabou falecendo. Ele teve vários traumatismos e morreu instantaneamente”.
Anselmo era casado e pai de três filhos. Ele trabalhava como mecânico especializado em motosserras e motobombas. Ele foi sepultado em Guarantã do Norte.

 

Só Notícias/Cleber Romero (foto: Diego Alexandre/arquivo)
Você pode gostar também