Gary Oldman diz que no auge do alcoolismo sua língua ficava preta

Gary Oldman, vencedor do Oscar de Melhor Ator pelo seu papel de Winston Churchill no filme Darkest Hour, falou, em entrevista ao jornal LA Times, sobre a batalha que travou sobre o alcoolismo. O ator de 62 anos, que está sóbrio há 24, relembrou o auge da doença.

“Eu costumava suar vodca. Ela se torna parte de você. Minha língua ficava preta de manhã. Eu culpava o shampoo. Não desejo isso ao meu pior inimigo, estar sob o domínio dele. É um inferno.”

Oldman, que é pai de três filhos, recordou como costumava se portar quando saia publicamente. “Eu me sentava e dizia ao garçom: ‘Vou tomar uma grande vodca com tônica. E você pode trazer agora porque sou um alcoólatra. Preciso mais rápido’.”

De acordo com a publicação, o astro de Hollywood conseguia memorizar as falas de seus filmes e trabalhar normalmente. Mas depois de duas décadas de alcoolismo e duas internações em clínicas de reabilitação, ele parou de romantizar o vício.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leave a comment
Whatsapp
Home
Fofocas
Ao vivo
scroll to top