Ex de Alexandre Frota pede na Justiça R$ 50 mil por danos morais

A advogada de Samantha alega que Frota, hoje deputado federal, denegriu a imagem de sua cliente através de postagens em redes sociais

Ainda está longe de um fim o imbróglio familiar envolvendo Alexandre Frota, Samantha Gondim, e o filho deles, Mayã Frota, de 18 anos. A personal trainer, que hoje vive na Antuérpia, na Bélgica, entrou formalmente com uma queixa-crime contra o ex e pede na Justiça o valor de no mínimo R$ 50 mil por danos morais.
A advogada de Samantha alega que Frota, hoje deputado federal, denegriu a imagem de sua cliente através de postagens em redes sociais. “Assim que ele foi diplomado, apagou tudo o que tinha postado sobre a Samantha, os xingamentos e acusações a ela. Mas existem prints e reportagens que comprovam o que ele fez”, justifica Juliana Zappalá Porcaro.
Em outubro do ano passado, após protagonizar um bate-boca com o filho mais velho pelas redes sociais, nas quais o garoto acusava o pai de não pagar sua pensão em dia entre outras afirmações, Frota respondeu a ele que sua concepção aconteceu após uma noite num motel de Brasília, quando ele e Samantha estavam “muito loucos” de bebida e cocaína. Na época, ainda ator, Alexandre Frota tinha 34 anos e Samantha, 16.
“Não sei se você sabe de tudo, mas quando foi concebido em um quarto de hotel em Brasília, eu e sua mãe, um bar tender na época, que conheci e na mesma noite saiu comigo para uma noitada, já havíamos enchido a cara na festa e resolvemos ir para o hotel. No hotel estávamos bebendo, cheirando, fumando e fazendo sexo, ambos bem loucos. Eu e ela”, escreveu Frota em sua página no Facebook. A postagem foi apagada.
A queixa-crime foi protocolada na última sexta-feira, 5, e enviada à Justiça; O trâmite agora é o documento ir para as mãos de um juiz e logo depois Alexandre Frota será intimado para uma primeira audiência de conciliação.
Texto: Extra Globo
Você pode gostar também